SOBRE O PERDÃO

Boa Noite!

Em nossos trabalhos de sábado, ( esquerda), temos a oportunidade de conversar com nosso amigo espiritual, NEGRO. Onde podemos fazer perguntas e ele nos responde, com muita sabedoria, levando-nos sempre, a muito aprendizado.

Por isso será transcrito aqui, conversa entre o NEGRO e o médium Celso, ocorrida no dia 07/07/2018 ás 21:05, sábado, trabalho de esquerda.

PERGUNTA SOBRE O PERDÃO.

P: DO CELSO: Vivemos numa situação em que todo o pais e as pessoas vivem situações difíceis, por isso, sempre temos vontade de fazer a justiça com as próprias mãos,  a justiça da terra e não a justiça divina. O que fazer para desenvolver o perdão?

R: NEGRO: O Criador não está praticando o perdão com você?

R: CELSO: Sim, dando a oportunidade de vivermos outra vez, não é assim?

R: NEGRO: ” Então, com suas agruras e não agruras, Ele está praticando o perdão com você, tá dando condições de você acertar o que não está certo, isso já é o perdão! Cabe á você entender que o plano é muito diferenciado do que o sr. pensa. O sr. mesmo fala, que não existe nenhuma folha que caia que o Criador não saiba, obviamente cada um de vocês neste planeta e em específico em uma região que tem suas agruras, mas não deixa de ser o perdão concedido pelo Criador. Haja certo, seja responsável que dessa maneira e entendendo que, quem cria a a miséria, vai precisar de perdão. Obviamente, algumas coisas revoltam o ser humano, mas que não deixe de ser complacente, e dar o perdão, porque está sendo perdoado. Pode ter certeza que, no retorno, talvez a Casa que o sr. more, seja muito diferente da casa que o sr. more hoje. A casa que Eu falo, é o planeta que  habita, tudo vai ser passado, como nada que está sendo ajustado, está fora de controle. O teste são para todos. Vai chegar um dia, que o sr. vai sair de casa, vai ter que buscar e dar o predão. Mas não se esqueça, quando o sr. vê um pequeno naquela montanha de lixo, tentando abrir pacotes para tirar o sebo que o sr. joga fora no lixo ou achar um pouco de arroz que o sr. joga no lixo, o sr. vê essa cena, o que o sr. sente?”

R: CELSO: A gente sente uma tristeza, uma amargura…

R: NEGRO: Isso, mas se eu dissesse que eram os homens de toga de antigamente…

R: CELSO: Ia sentir que ele estava pagando por alguma coisa que ele fez. E por não sabermos, temos dó. Mas se soubéssemos, teríamos outra consciência da Divindade, que nos alertaria.

R: NEGRO: Então pense nesse sistema.

R: CELSO: Não ter compaixão, mas compreender em nome da Justiça Divina.

R: NEGRO: Saber que este irmão cego que pratica isso, vai ter que corrigir pela cegueira, que tudo que amealhou na sua vida, matando os irmão de forma branca, vai ser responsável, ai numa outra, o sr. vai ver ele nesta pilha, rasgando, procurando alimento, mas  vai ter dó, vai ter tristeza, vai levar o sr. ás lágrimas. O sr. não vai lembrar que eram os homens de toga, que eram os altos cargos que assinam e deturpavam essa sociedade, compaixão, entende? Deu para entender?

R:CELSO: Quando vemos estas injustiças, queremos fazer justiça com as próprias mãos, mas tudo tem uma razão de ser.

R: NEGRO: Por isso que nestes países novos os espíritos que vem, já são cordeiros, ou não são.? Nessa sua terra, não são espíritos encarnados de cordeiros, que fazem o que querem. Mas vai melhorar…. já é a compreensão….!

 

Saravá!

4 Comentários

  1. Um comentário com muito ensinamento

    Responder
  2. Foi uma linda lição e um aprendizado que temos que guarda

    Responder
  3. Que bom manter correspondência, ter duvidase obter respostas

    Responder
  4. Obrigada.

    Responder

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *