02 de FEVEREIRO – Dia de Iemanjá

HISTÓRIA Filha de Orunmilá e Oloxum teve como  grande amor Oxalá que lhe deu dois filhos, Elegbará e Ogum, e teve ainda muitos outros adotivos dentre os quais o mais famoso foi Xangô. Com sua pureza e sabedoria, predomina nos lares, para que haja a paz espiritual, ameniza as dores e  sofrimento das mulheres na hora do parto. Iemanjá foi escolhida pelos Orixás para ser a mãe de todos  ( simbolicamente), por isso todas as nações a veneram, estendendo o titulo para a mãe de todos os mortais também. Por ser um Orixá de grande magnificência e doçura, é que todos nutrem por ela amor e admiração. Entidade muito amada no Brasil, Iemanjá representa a natureza maternal, a capacidade de cuidar dos filhos e dividir o seu amor para todos. Na realidade é um rio, assim como foi cultuada como no mar. Iemanjá exemplifica as águas salgadas dos oceanos. Em alguns dos seus filhos sobre uma personalidade mais séria, sóbria e preocupada com as suas responsabilidades. Natural de Egbá, Nigéria, esse importante Orixá, tem o seu nome como o de um rio dessa região. Iemanjá aparece se abanando com seu ” abebé” de prata, dançando como se representasse as águas de um rio e os seus movimentos, assim como as ondas do mar. Iemanjá tem representação com o lar e protege as famílias, possuindo, também, o dom de ensinar, por isso governa o magistério. Seu dia da semana é o sábado, sua cor é o azul. Sua saudação é  “Odô Iya !”, que vem de ” odo ” que significa rio. Carrega com ela o leque de prata ”...